Tratamentos

A Quem se Destina


Indicados para quem tem o desejo de evoluir, se estabilizar ou se fortalecer, nos casos de:

  • Depressão, desânimo
  • Auto-estima rebaixada
  • Agitação, nervosismo
  • Depressão, desânimo
  • Falta de iniciativa, dificuldade de tomar decisões
  • Ansiedade, angústia, insegurança
  • Transtorno do Espectro do Autismo - TEA
  • Problemas da Comunicação
  • Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade - TDAH
  • Transtornos de Aprendizagem
  • Dislexia, disgrafia, disortografia, discalculia
  • Atrasos e distúrbios de desenvolvimento
  • Distúrbios de atenção, memória e concentração


Avaliações


IAvaliação Neuropsicológica

A avaliação neuropsicológica constata a existência e avalia a magnitude de alterações cognitivas através de uma análise quantitativa e qualitativa das principais funções mentais superiores (percepção, visuoconstrução, habilidades visuoespaciais, atenção, memória, linguagem, raciocínio lógico, organização, abstração, planejamento, humor e comportamento). Auxilia no diagnóstico médico neurológico ou neuropsiquiátrico, assim como norteia o prognóstico, as indicações e readequações terapêuticas e medicamentosas.

IIAvaliação Psicológica

Investiga as condições afetivo-emocionais, de estrutura de personalidade, de desenvolvimento da sociabilidade e as decorrentes implicações no contato com a realidade.

IIIAvaliação Fonoaudiológica

Em consonância com os estudos mais recentes no campo das neurociências e das disciplinas ligadas à comunicação, utiliza testes e protocolos próprios para investigar as eventuais dificuldades para a aquisição e desenvolvimento das linguagens receptiva e expressiva (verbal, gestual e escrita); complementando, indica os potenciais da pessoa, definindo as estratégias específicas com o paciente e também as estimulações ambientais necessárias à ampliação da capacidade comunicativa.

IVAvaliação Neuropedagógica

A partir das manifestações apresentadas pelo paciente e através de protocolos e testes específicos, é feita uma avaliação detalhada dos aspectos cognitivos, auditivos, visuais e de compreensão que fazem parte do processo de aprendizado da leitura e escrita, considerando a etapa evolutiva da pessoa e as expectativas decorrentes das demandas escolares ou ocupacionais.

VAvaliação dos Transtornos do Espectro do Autismo (TEA)

Sendo a prevalência dos TEA cada vez mais abrangente, e considerando-se a importância de diagnosticar precocemente o risco para um transtorno neurodesenvolvimental, a avaliação clínica integra o uso de protocolos internacionais para determinar a gravidade dos sintomas, mas também testes e procedimentos específicos de base neurodesenvolvimental, necessários para compreender os comportamentos, o desenvolvimento e o funcionamento de pessoas com particularidades de desenvolvimento. A avaliação especializada é indispensável para a elaboração do projeto terapêutico individualizado, bem como para a orientação às famílias que buscam melhores condições de comunicação e interação com a pessoa em dificuldade.




Tratamentos


AIntervenção precoce em TEA e Transtornos do Neurodesenvolvimento

Utilizamos uma abordagem de origem francesa e de natureza neurodesenvolvimental, sendo seus efeitos positivos confirmados por estudos científicos clínicos e de neuroimagem cerebral. Nesta perspectiva, na terapia de troca e desenvolvimento, o enfoque central é dado à comunicação e à reciprocidade entre terapeuta e paciente, mas também ao desenvolvimento das funções neuropsicológicas, tais como a atenção visual e auditiva, a percepção, a comunicação e o contato, desde a idade mais precoce, e que permitem ao paciente desenvolver de modo o mais natural possível as capacidades de base: comunicar, interagir com o outro, estar atento, imitar, adaptar-se ao ambiente.

BTerapia Psicológica ou Neurodesenvolvimental

Através de intervenção individual ou em grupos, o objetivo é possibilitar o desenvolvimento global da pessoa, em seus aspectos motores, intelectuais, emocionais e sociais, considerando os fatores internos mas também a influencia do meio ambiente. O trabalho terapeutico através dos métodos RAMAIN e DIA-LOG permite uma harmonização e reestruturação neurofuncional, uma melhor condição de expressão das potencialidades da pessoa.

CCentro de Integração Socioprofissional (CIS)

Programa de ações estratégicas para a promoção da empregabilidade de pessoas com Deficiência Intelectual e/ou Psicossocial que se encontrem em dificuldade para ingressar e permanecer no mercado de trabalho.
O programa é dividido em 4 etapas, realizado individualmente ou em grupo:
• Orientação vocacional
• Orientação profissional
• Orientação de carreira
• Emprego apoiado.

DPrograma de Adaptação e Desenvolvimento Psicossocial (PADP)

Considerando a inclusão de forma abrangente, esse programa prepara a pessoa para sua integração, ou reintegração, como sujeito ativo na sociedade, levando em conta as dificuldades de interação que puderam obstruir essa participação plena e efetiva. O trabalho se realiza através de dinâmicas de grupos integradas à diferentes vivências comunitárias, com objetivo de ampliar os conhecimentos da sociedade e de seu espaço na mesma, dos bens socioculturais, financeiros, de transporte e comunicação, favorecendo o nível de informação e o domínio do espaço urbano.

EPrograma de Acompanhamento Intensivo e Sistemático aos Pais (PAIS)

Considera os fatores ambientais através de um programa psicoeducativo específico: Programa de Acompanhamento Intensivo e Sistemático aos pais - PAIS, através do qual os diversos interlocutores dos ambientes nos quais o paciente convive serão orientados: grande família, escola, meios comunitários, entre outros, a fim de dimensionar qualitativamente as interações mais próprias à evolução do mesmo.

FIntervenção Neuropedagógica

Esta proposta visa ampliar as conexões entre as principais áreas cerebrais, envolvidas na compreensão numérica e da linguagem, para o enfrentamento das dificuldades de aprendizagem e dos problemas específicos de leitura e escrita: disgrafia, disortografia, dislexia.

GIntervenção Fonoaudiológica

Despertar e desenvolver as capacidades comunicativas e de aprendizagem através de exercícios estruturados e da relação terapêutica particular embasado nos conceitos das neurociências.

Projeto Motrix

Realizado por André Schliemann


Aulas individuais de 30 a 60 minutos de duração objetivando o desenvolvimento das habilidades motoras, cognitivas e afetivas. Atendimento combinado com outra terapia ou independente.

André Schliemann é bacharel em Educação Física (FEF-UNICAMP), especialista em Aprendizagem Motora (EEFE-USP) com pós-graduação em Educação Física e Esporte e mestrado em Ciências (EEFE-USP).

Agende uma Visita
11 5575-7051